Terapia em pacientes com tumor estromal gastrointestinal

A Agência de Administração de Alimentos e Drogas dos EUA, FDA, aprovou hoje o Ayvakit (avapritinib) para o tratamento de adultos com tumor estromal gastrointestinal (GIST), irressecável (quando é impossível de se remover com cirurgia) ou metastático (quando as células cancerosas já se espalharam para outras partes do corpo), que é um tipo de tumor que ocorre no trato gastrointestinal, mais comumente no estômago ou no  intestino delgado – abrigando a mutação do receptor de fator de crescimento plaquetário alfa (PDGFRA) exon 18. Esta aprovação inclui o GIST que abriga uma mutação PDGFRA D842V, que é a mutação do exon 18 mais comum. O Ayvakit é um inibidor da quinase, o que significa que bloqueia um tipo de enzima chamada quinase e ajuda a impedir o crescimento das células cancerosas.

“O GIST que abriga uma mutação do exon 18 do PDGFRA, não responde às terapias padrão para GISTs. No entanto, a aprovação de hoje disponibiliza aos pacientes o primeiro medicamento aprovado especificamente para o GIST que porta esta mutação”, disse o Dr.Richard Pazdur, diretor do Centro de Excelência em Oncologia da FDA e diretor interino do Departamento de Doenças Oncológicas dentro do Centro de Avaliação e Pesquisa de Medicamentos da FDA. “Os ensaios clínicos mostraram uma alta taxa de resposta com este medicamento dirigido, com quase 85% dos pacientes experimentando uma redução do tumor.”

GIST (Tumor estromal gastrointestinal)

Os GISTs surgem de células nervosas com funções especializadas encontradas nas paredes do trato gastrointestinal. Uma ou mais mutações no DNA de uma dessas células pode levar ao desenvolvimento de GISTs. Essas células auxiliam na movimentação dos alimentos pelos intestinos e controlam vários processos digestivos. Mais da metade dos GISTs começam no estômago. A maioria dos demais começa no intestino delgado, mas os GISTs podem começar em qualquer lugar ao longo do trato gastrointestinal. As mutações ativadoras presentes no PDGFRA têm sido associadas ao desenvolvimento de GISTs, e cerca de até 10% dos casos de GISTs envolvem mutações desse gene.

Ensaio clínico

A FDA aprovou o Ayvakit com base nos resultados de um ensaio clínico envolvendo 43 pacientes com GIST, portadores de uma mutação do exon 18 do PDGFRA, incluindo 38 pacientes com a mutação PDGFRA D842V. Os pacientes receberam o Ayvakit de 300 mg ou 400 mg por via oral uma vez ao dia até a progressão da doença ou até ao ponto de experimentarem uma toxicidade inaceitável. A dose recomendada foi determinada em 300 mg uma vez ao dia. O estudo mediu quantos pacientes experimentaram redução total ou parcial (em uma certa quantidade) de seus tumores durante o tratamento (taxa de resposta geral). Para pacientes com uma mutação do exon 18 do PDGFRA, a taxa de resposta geral foi de 84%, com 7% tendo uma resposta completa e 77% tendo uma resposta parcial. Para o subgrupo de pacientes com mutações PDGFRA D842V, a taxa de resposta geral foi de 89%, com 8% obtendo uma resposta completa e 82% tendo uma resposta parcial. Embora a duração média da resposta não tenha sido atingida, 61% dos pacientes que responderam e que tinham mutações no exon 18 tiveram uma resposta que durou seis meses ou mais (31% dos pacientes com uma resposta contínua foram acompanhados por menos de seis meses).

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais comuns nos pacientes que tomaram o Ayvakit foram: edema (inchaço), náusea, fadiga / astenia (fraqueza física anormal ou falta de energia), comprometimento cognitivo, vômito, diminuição do apetite, diarreia, mudanças na cor do cabelo, aumento do lacrimejamento (secreção de lágrimas), dor abdominal, constipação, erupção na pele e tonturas. O Ayvakit pode causar hemorragia intracraniana (sangramento dentro do crânio). Nesse caso, a dose deve ser reduzida ou o medicamento deve ser interrompido. O Ayvakit também pode causar efeitos no sistema nervoso central, incluindo deficiência cognitiva, tontura, distúrbios do sono, distúrbios do humor, distúrbios na fala e alucinações. Se isso acontecer, dependendo da gravidade, o Ayvakit deve ser suspenso e reiniciado com a mesma dose ou com uma dose reduzida após melhora ou deve ser interrompido definitivamente.

Pacientes grávidas

Os médicos devem alertar as pacientes grávidas que o Ayvakit pode causar danos ao feto em desenvolvimento ou ao recém-nascido. Além disso, a FDA recomenda aos profissionais de saúde que avisem as mulheres com potencial reprodutivo e os homens com parceiras com potencial reprodutivo a usar anticoncepcionais eficazes durante o tratamento com o Ayvakit e por mais seis semanas após a dose final.

Terapia inovadora

A FDA concedeu a este pedido de aprovação, a designação de Breakthrough Therapy (Terapia Inovadora), que agiliza o desenvolvimento e a revisão de medicamentos destinados ao tratamento de uma condição séria, quando as evidências clínicas preliminares indicam que o medicamento pode demonstrar uma melhora substancial em relação às terapias disponíveis O Ayvakit também recebeu a designação Fast Track (Via Rápida), que agiliza a avaliação de medicamentos indicados a tratar de doenças graves e assim preencher uma necessidade médica não atendida. O Ayvakit recebeu a designação de Orphan Drug (Medicamento Órfão), que oferece incentivos para auxiliar e estimular o desenvolvimento de medicamentos para doenças raras.

A FDA concedeu a aprovação do Ayvakit à Blueprint Medicines Corporation.


FDA

A FDA, Agência do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, protege a saúde pública, assegurando a proteção, eficácia e segurança dos medicamentos humanos e veterinários, vacinas e outros produtos biológicos para uso humano, e dispositivos médicos. A agência também é responsável pela segurança e proteção dos suprimentos de alimentos da nação, cosméticos, suplementos alimentares, produtos que emitem radiação eletrônica, e pela regulamentação de produtos do tabaco.

Publicado em: 09/01/2020 | Fonte: http://www.fda.gov/

Para importar o Ayvakit, entre em contato com a Medicsupply!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Cadastre-se e receba informações atualizadas das agências internacionais, FDA/US e EMA/EU.

São informações úteis e pertinentes para médicos, profissionais de saúde e pacientes.

Seus dados estarão totalmente seguros conosco e você pode cancelar sua inscrição quando quiser.

Seu cadastro foi realizado com sucesso!

Share This

Share this post with your friends!