Medicamento opióide para a dor

O Dzuveo é um medicamento opióide para a dor, usado para tratar a dor de moderada a aguda em adultos.

É um “medicamento híbrido“. Isto significa que ele é similar a um “medicamento de referência” (chamado Sufenta Forte) que contém a mesma substância ativa. A diferença entre os dois produtos, é que o Dzuveo está disponível sob a forma de comprimidos sublinguais (comprimidos para serem dissolvidos debaixo da língua), enquanto que o medicamento de referência é uma solução injetável.

O Dzuveo contém como substância ativa, o sufentanil.

Como se usa o Dzuveo?

O Dzuveo está disponível em comprimidos sublinguais de 30 µg. Usando um aplicador descartável, o profissional de saúde deve colocar um comprimido sob a língua do paciente e deixá-lo se dissolver. O comprimido não deve ser mastigado ou engolido.

Após a administração do comprimido, os pacientes não devem comer ou beber e devem falar o mínimo possível durante os primeiros 10 minutos após a dissolução. Eles podem receber mais comprimidos conforme a necessidade, mas devem esperar por pelo menos uma hora após terem tomado um comprimido até poderem tomar outro. O Dzuveo não deve ser usado durante mais do que 48 horas.

O Dzuveo só pode ser obtido mediante receita médica. Deve ser administrado por um profissional de saúde com experiência no tratamento da dor e em um local (como um hospital), onde o paciente possa ser monitorado. Para mais informações sobre o uso do Dzuveo, consulte o folheto informativo da embalagem (bula), ou entre em contato com o seu médico ou farmacêutico.

Como o Dzuveo funciona?

A substância ativa do Dzuveo, o sufentanil, é um opióide que funciona ao ligar-se a receptores (alvos) no cérebro, conhecidos como receptores μ-opióides. Ao se anexar a esses receptores no cérebro ele ajuda a aliviar a dor do paciente.

Que benefícios do Dzuveo foram demonstrados em estudos?

Dois estudos principais mostraram que o Dzuveo deixado para se dissolver sob a língua, é eficaz na redução da dor aguda após cirurgias. Ambos estudos usaram uma escala de classificação para a dor, conhecida como SPID12, que segue, ou acompanha, a redução da dor durante mais de 12 horas.

No primeiro estudo, em 163 pacientes que tinham sido submetidos a cirurgia abdominal, a dor diminuiu 26 pontos com o Dzuveo em comparação com 13 pontos com placebo (tratamento simulado feito com uma substância sem propriedades farmacológicas). No segundo estudo em 101 pacientes após cirurgia no pé, a dor diminuiu cerca de 6 pontos com o Dzuveo e aumentou cerca de 7 pontos com o placebo.

Quais são os riscos associados ao Dzuveo?

Os efeitos colaterais mais graves com o sufentanil, são problemas respiratórios graves, que ocorrem em cerca de 6 pessoas em cada 1.000. Os efeitos colaterais mais comuns (que podem afetar mais de 1 em cada 10 pessoas) são náuseas, vômitos e febre.

O Dzuveo  não pode ser usado em pacientes com problemas respiratórios ou pulmonares graves. Para obter a lista completa de efeitos colaterais e restrições com o Dzuveo, consulte o folheto informativo da embalagem (bula).

Por quê o Dzuveo foi autorizado na UE?

Estudos mostram que o Dzuveo é eficaz na redução da dor aguda a seguir a cirurgias. Os efeitos colaterais observados com o Dzuveo são aqueles já esperados com opióides e são considerados gerenciáveis. Por conseguinte, a Agência Europeia de Medicamentos decidiu que os benefícios do Dzuveo, como medicamento opióide para a dor, são superiores aos seus riscos e que podia ser autorizado para o uso na UE.

Que medidas estão sendo tomadas para garantir o uso seguro e eficaz do Dzuveo?

As recomendações e precauções a serem seguidas pelos profissionais de saúde e pelos pacientes para uma utilização segura e eficaz do Dzuveo foram incluídas no resumo das características do medicamento e no folheto informativo da embalagem (bula).

Assim como acontece com todos os medicamentos, as informações sobre o uso do Dzuveo são continuamente monitorados. Os efeitos colaterais relatados com o Dzuveo são cuidadosamente avaliados e qualquer ação necessária é tomada para proteger os pacientes.

Outras informações sobre o Dzuveo

O Dzuveo recebeu uma autorização para a sua comercialização, válida em toda a UE, em 25 de junho de 2018.


EMA

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) é uma agência descentralizada da União Europeia (UE), localizada em Londres. Ela começou a operar em 1995. A Agência é responsável pela avaliação científica, vigilância e segurança, monitoramento de medicamentos desenvolvidos por empresas farmacêuticas para uso na UE.

Publicado em: 18/07/2018 | Fonte: http://www.ema.europa.eu/

Para importar Dzuveo, entre em contato com a Medicsupply!


 

Outras Informações

Macroglobulinemia de Waldenstrom – Imbruvica (ibru... A FDA expande o uso aprovado do Imbruvica para formas raras de linfoma não-Hodgkin Primeiro medicamento aprovado para tratar a macroglobulinemia de W...
Angioedema hereditário – Haegarda Inibidor de C1 esterase subcutâneo para angioedema hereditário A Agência de Administração de Alimentos e Drogas dos EUA, FDA, aprovou hoje o Haegarda...
Novo tratamento para DPOC moderada a grave Novo tratamento para DPOC O Trydonis é um novo tratamento para DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica, de moderada a grave). A DPOC é uma doença de...

Inscreva-se em nossa Newsletter

Cadastre-se e receba informações atualizadas das agências internacionais, FDA/US e EMA/EU.

São informações úteis e pertinentes para médicos, profissionais de saúde e pacientes.

Seus dados estarão totalmente seguros conosco e você pode cancelar sua inscrição quando quiser.

Seu cadastro foi realizado com sucesso!