Tratamento da Deficiência de Lipase Ácida Lisossômica

A FDA aprova o primeiro medicamento para tratar uma doença enzimática rara em pacientes adultos e pediátricos

A Agência de Administração de Alimentos e Drogas dos EUA, FDA, aprovou hoje, o Kanuma (sebelipase alfa) como o primeiro tratamento para pacientes com uma doença rara conhecida como Deficiência de Lipase Ácida Lisossômica (LAL).

Doença enzimática rara

Pacientes com a Deficiência de LAL (também conhecida como doença de Wolman e Cholesteryl Ester Storage Disease – doença de depósito de ésteres de colesterol [CESD]), não têm nenhuma, ou têm  pouca atividade da enzima LAL. Isso resulta em uma acumulação de gorduras dentro das células de vários tecidos que podem levar a doenças hepáticas e cardiovasculares além de outras complicações. A doença de Wolman geralmente se apresenta durante a infância (por volta dos 2 a 4 meses de idade) e é uma doença com rápida progressão. Pacientes com a doença de Wolman raramente sobrevivem para além do primeiro ano de vida. A CESD é uma forma mais suave, de aparecimento posterior da Deficiência LAL e se apresenta bem cedo na infância ou mais tarde. A expectativa de vida em pacientes com CESD, depende da gravidade da doença e das complicações associadas. A doença de Wolman afeta um em cada dois bebês por cada milhão de nascimentos, e a CESD afeta a 25 indivíduos a cada milhão de nascimentos.

DNA recombinante

A ação de hoje envolveu aprovações de dois centros da FDA. O Centro de Medicina Veterinária (CVM) aprovou um pedido para uma elaboração de DNA recombinante (ADNr) em galinhas que são geneticamente modificadas (GM) para produzir uma forma recombinante de proteína lipase humana de ácido lisossômico (rhLAL) em suas claras. A FDA cuida da regulamentação dos animais GM (geneticamente modificados) de acordo com as novas disposições com relação à Lei Federal para Alimentos, Drogas e Cosméticos, de drogas animais (Federal Food, Drug and Cosmetic Act) porque uma elaboração de rDNA introduzida em um animal para mudar sua estrutura ou função vai de encontro à definição do que é um medicamento. O Centro de Avaliação e Pesquisa de Medicamentos (CDER) aprovou o biológico terapêutico humano (Kanuma), que é purificado a partir dessas claras de ovo, com base em sua segurança e eficácia em humanos com Deficiência de LAL.

“A Deficiência de LAL é uma doença enzimática rara genética e hereditária, que pode levar a danos sérios e fatais aos órgãos, especialmente quando o início se dá na infância”, disse a diretora do CDER a Dra. Janet Woodcock, “Usando esta tecnologia, esses pacientes pela primeira vez na vida, têm acesso a um tratamento que pode melhorar suas vidas e suas chances de sobrevivência “.

A nova terapia, o Kanuma, fornece uma proteína rhLAL que funciona no lugar da proteína LAL ausente, parcialmente ativa ou inativa no paciente. O Kanuma é produzido por galinhas GE que carregam uma elaboração de rDNA responsável por produzir a proteína rhLAL nas suas claras de ovo. Estas claras de ovo são refinadas para extrair a proteína rhLAL que é eventualmente usada para produzir o Kanuma e tratar os pacientes com a Deficiência de LAL. As galinhas GM são usadas apenas para produzir a substância da droga, e nem a galinha nem os seus ovos são permitidos para o fornecimento de alimentos.

O Kanuma está aprovado para o uso em pacientes com Deficiência de LAL, por ser uma doença enzimática rara. O tratamento é administrado por infusão intravenosa uma vez por semana em pacientes com Deficiência de LAL com rápida progressão, nos primeiros seis meses de vida e uma vez a cada duas semanas em todos os outros pacientes.

Segurança e eficácia

O CDER avaliou a segurança e a eficácia do Kanuma em um ensaio aberto e cronologicamente controlado em nove crianças com a doença de Wolman com rápida progressão, e em um estudo duplo-cego controlado por placebo em 66 pacientes pediátricos e adultos com CESD. No ensaio dos lactentes com a doença de Wolman, seis dos nove lactentes (67 por cento) tratados com o Kanuma estavam vivos aos 12 meses de idade, enquanto que nenhum dos 21 bebês do grupo cronologicamente controlado sobreviveu. No ensaio dos pacientes com CESD, houve uma melhoria estatisticamente significativa nos níveis do colesterol LDL e em outros parâmetros relacionados à doença naqueles tratados com o Kanuma, versus o placebo, após 20 semanas de tratamento.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns observados em pacientes tratados com o Kanuma são: diarreia, vômitos, febre, rinite, anemia, tosse, dor de cabeça, constipação e náuseas.

Segurança na elaboração do rDNA

Em sua revisão do pedido para as galinhas GM, o CVM (Centro de Medicina Veterinária) avaliou a segurança na elaboração do rDNA, inclusive a segurança da elaboração desse rDNA para os animais, bem como uma revisão completa dessa elaboração e da sua estabilidade no genoma da galinha ao longo de várias gerações. Não foram observados resultados adversos nas galinhas. Conforme exigido pela Lei de Política Ambiental Nacional e seus regulamentos de implementação, o CVM avaliou os impactos ambientais em potencial ao aprovar as galinhas GM do patrocinador e determinou que a aprovação não causa nenhum impacto significativo sobre o meio ambiente, pois as galinhas são criadas internamente em instalações com ambiente altamente seguro.

“Revisamos todos os dados para garantir que as galinhas produzam um rhLAL em suas claras, sem que sofram quaisquer efeitos adversos para a saúde pela introdução do rDNA elaborado. A empresa tomou medidas rigorosas para garantir que nem as galinhas nem os ovos entrassem no suprimento de alimentos e confirmamos seus sistemas de contenção inspecionando as instalações de fabricação “, disse a Diretora do CVM, a Dra. e Ph.D. em medicina veterinária Bernadette Dunham.

Medicamento órfão

A FDA concedeu a designação de medicamento órfão ao Kanuma porque este trata uma doença rara que afeta menos de 200 mil pacientes nos Estados Unidos. A designação de medicamento órfão fornece incentivos financeiros para o desenvolvimento de medicamentos para doenças raras, como créditos fiscais para ensaios clínicos, isenções de taxas de usuários e elegibilidade para exclusividade de mercado para promover o desenvolvimento de medicamentos para doenças raras.

Terapia inovadora

O Kanuma também recebeu uma designação de terapia inovadora, pois é o primeiro e único tratamento disponível para a doença de Wolman, a forma infantil mais grave da doença. A designação para o programa de terapia inovadora, incentiva a FDA a trabalhar em colaboração com os patrocinadores, fornecendo orientações oportunas e comunicações interativas, para acelerar o desenvolvimento e a revisão de novos medicamentos importantes para doenças graves ou com risco de vida. O pedido de aprovação do Kanuma também recebeu a designação de revisão prioritária, que é concedida a pedidos para medicamentos que mostram uma melhoria significativa para a segurança ou eficácia no tratamento de uma doença grave. O fabricante do Kanuma recebeu um Vale/Cupom de revisão prioritária para doença pediátrica rara – uma disposição destinada a incentivar o desenvolvimento de novos medicamentos e produtos biológicos para a prevenção e tratamento de doenças pediátricas raras.

O Kanuma é produzido pela Alexion Pharmaceuticals Inc., com sede em Cheshire, Connecticut.


FDA

A FDA, Agência do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, protege a saúde pública, assegurando a proteção, eficácia e segurança dos medicamentos humanos e veterinários, vacinas e outros produtos biológicos para uso humano, e dispositivos médicos. A agência também é responsável pela segurança e proteção dos suprimentos de alimentos da nação, cosméticos, suplementos alimentares, produtos que emitem radiação eletrônica, e pela regulamentação de produtos do tabaco.

Publicado em: 08/12/2015 | Fonte: http://www.fda.gov/

Outras Informações

Carcinoma de células de Merkel – Bavencio (aveluma... A FDA aprova o primeiro tratamento para uma forma rara de câncer de pele A Agência de Administração de Alimentos e Drogas dos EUA, FDA, concedeu hoje...
Tipos de câncer de pele – Melanoma (cobimetinib)... Tipos de câncer de pele – Cotellic Este é um resumo do Relatório Público Europeu de Avaliação, (EPAR) sobre o Cotellic. Ele explica como a Agência av...
Tratamento de câncer da medula óssea – Ninlaro (ix... Ninlaro para tratamento de câncer da medula óssea Este é um resumo do Relatório Público Europeu de Avaliação (EPAR), sobre o Ninlaro para tratament...

Inscreva-se em nossa Newsletter

Cadastre-se e receba informações atualizadas das agências internacionais, FDA/US e EMA/EU.

São informações úteis e pertinentes para médicos, profissionais de saúde e pacientes.

Seus dados estarão totalmente seguros conosco e você pode cancelar sua inscrição quando quiser.

Seu cadastro foi realizado com sucesso!