Tratamento de pacientes com câncer colorretal avançado

A Agência de Administração de Alimentos e Drogas dos EUA, FDA, aprovou o Lonsurf (uma pílula que combina duas drogas, a trifluridina e o tipiracil) para pacientes com uma forma avançada de câncer colorretal, que já não estão respondendo a outras terapias.

“A última década trouxe um novo entendimento em torno de câncer colorretal, no sentido de como podemos detectar e tratar esta doença frequentemente devastadora”, disse o Dr. Richard Pazdur, diretor do Escritório de Produtos de Hematologia e Oncologia do Centro da FDA, para a Avaliação de Drogas e Pesquisa. “Mas há muitos pacientes que ainda precisam de opções adicionais, e a aprovação de hoje é uma prova do compromisso da FDA, de trabalhar com as empresas para o desenvolvimento de novos medicamentos em áreas de doenças, onde ainda há necessidades que permanecem sem tratamento.”

Terceiro câncer mais comum

O câncer colorretal, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer, é o terceiro câncer mais comum, sem ser o de pele, em homens e mulheres nos os EUA. Mesmo ainda sendo a segunda principal causa de morte relacionada a câncer nos EUA, ao longo dos últimos 10 anos o número de casos de câncer colorretal e de mortes a ele relacionadas diminuíram, em parte devido a exames, tais como a colonoscopia.

O Lonsurf é uma medicação oral que se destina a tratar pacientes com câncer colorretal avançado (metastático), e que foram tratados previamente com quimioterapia e terapia biológica.

Eficácia e segurança

A eficácia e segurança de Lonsurf foram avaliadas em um estudo internacional, randomizado, duplo-cego, envolvendo 800 pacientes com câncer colorretal metastático já previamente tratados. Os participantes do estudo receberam o Lonsurf além do melhor apoio e cuidado, ou receberam placebo mais o melhor apoio e cuidado, até que a sua doença piorou ou até que os efeitos colaterais tornaram-se intoleráveis. O objetivo primordial do estudo era a sobrevivência global e o objetivo secundário era a sobrevida livre de progressão. Os pacientes tratados com o Lonsurf viveram uma média de 7,1 meses em comparação com 5,3 meses para aqueles tratados com placebo. Em média, o tempo para a progressão da doença era de dois meses para pacientes usando o Lonsurf em comparação com 1,7 meses para os pacientes que receberam placebo.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns do tratamento com o Lonsurf são, anemia, uma diminuição das células brancas do sangue, que combatem as infecções (neutropenia) ou plaquetas (trombocitopenia), fraqueza física, cansaço extremo e falta de energia (fadiga), náuseas, diminuição do apetite, diarreia, vômitos, dor abdominal e febre.

Recomendações aos profissionais de saúde

A FDA recomenda que os prestadores de cuidados de saúde obtenham hemogramas completos antes de iniciar cada ciclo de tratamento com o Lonsurf e que monitorem os pacientes durante todo o tratamento, pelo fato do Lonsurf poder causar uma diminuição acentuada de células do sangue e de produção de plaquetas (mielossupressão).

Os profissionais de saúde também são incentivados a aconselhar as mulheres dos riscos potenciais para os fetos em desenvolvimento quando se toma o Lonsurf. As mulheres que estão tomando o Lonsurf não devem amamentar.

Fabricante

O Lonsurf é fabricado pela Taiho Oncology Inc, em Princeton, Nova Jersey.


FDA

A FDA, Agência do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, protege a saúde pública, assegurando a proteção, eficácia e segurança dos medicamentos humanos e veterinários, vacinas e outros produtos biológicos para uso humano, e dispositivos médicos. A agência também é responsável pela segurança e proteção dos suprimentos de alimentos da nação, cosméticos, suplementos alimentares, produtos que emitem radiação eletrônica, e pela regulamentação de produtos do tabaco.

Publicado em: 22/09/2015 | Fonte: http://www.fda.gov/

Outras Informações

Linfoma de células manto – Revlimid (lenalidomida)... Mieloma múltiplo, síndromes mielodisplásicas e linfoma de células manto Este é um resumo do relatório público europeu de avaliação (EPAR) sobre o Rev...
Xantomatose cerebrotendinosa – Tratamento Ácido Chenodeoxicólico Sigma-tau para Xantomatose cerebrotendinosa Este é um resumo do Relatório Público Europeu de Avaliação (EPAR), sobre o Ácido C...
Medicamento para Hepatite C Crônica – Zepati... Hepatite C crônica - Zepatier A FDA, Administração de Alimentos e Drogas dos EUA, aprovou hoje o Zepatier para o tratamento do vírus da Hepatite C Cr...

Inscreva-se em nossa Newsletter

Cadastre-se e receba informações atualizadas das agências internacionais, FDA/US e EMA/EU.

São informações úteis e pertinentes para médicos, profissionais de saúde e pacientes.

Seus dados estarão totalmente seguros conosco e você pode cancelar sua inscrição quando quiser.

Seu cadastro foi realizado com sucesso!